sempre fui apaixonada por arte e fiz questão de desenvolver a minha veia criativa. o papel, a tela, as tintas, os lápis e a borracha foram os meus maiores companheiros desde que me lembro e sempre soube que o meu percurso de vida teria de passar pela arte.nasci e cresci em albufeira, mas é a lisboa que chamo de casa. vim para a capital para tirar a minha licenciatura em design de comunicação, no IADE, e foi aqui que construi e vi florescer todos os meus projetos. tive um espaço de estética e dei formação, trabalhei como fotógrafa e designer e só mais tarde entrei no mundo da tatuagem e me tornei a Sofia Dinis que a grande parte das pessoas conhece. tela desta arte.

tatuagens entraram na minha vida já tarde. tatuei o meu corpo pela primeira vez aos 26 anos — foi a maneira que encontrei para lidar com a psoríase que me diagnosticaram aos nove anos e que me deixou quase o corpo todo em ferida aos 16. hoje, tenho esta doença de pele controlada, mas sei que foi pelas marcas que deixou que descobri o mundo da tatuagem.já tinha 30 anos quando peguei pela primeira vez numa máquina de tatuar e marquei a minha arte na pele de outra pessoa. nesta altura, trabalhava no meu projeto de estética e a tatuagem existia na minha vida quase como um hobby. ainda estava longe de ser aquilo a que chamaria a minha profissão.
em 2017, vi-me obrigada a fechar o meu espaço em lisboa e a regressar a casa da minha mãe, em albufeira. olhando para trás, este voltar às raízes foi um momento importante da minha história, mas na altura apenas senti uma profunda tristeza por estar a perder a minha independência e a deixar a cidade que tanto amava. os tempos no algarve fizeram-me reavaliar o meu percurso e percebi que tinha latente em mim o desejo de me tornar tatuadora.
o percurso que queria trilhar só seria possível em lisboa. dia 15 de fevereiro de 2018, arranquei com o material de tatuar, alguma roupa, um telemóvel sem saldo, as minhas duas cadelas, a sashimi e a shantilly, e parti para a capital com um carro atestado e 30 euros em meu nome.
o meu projeto de tatuagens she is art nasceu em pleno coração de lisboa, num quarto de airbnb de uma amiga. tatuei 2 amigos e fotografei os trabalhos de forma a que parecesse que tinha um extenso portfólio. desenhei o meu Instagram, investi todo o meu conhecimento na minha marca e, duas semanas depois de ter chegado a lisboa, começaram a chover pedidos para tatuar. desde então nunca mais parei. em menos de um ano, tinha mais de 50 mil seguidores no instagram e uma lista de espera de 8 meses.desde então, tenho desenvolvido este projeto que deixou de ser apenas de tatuagens. já lancei produtos, como o meu diário 2021, e tenho planos para lançar muitos mais nos próximos meses. criar faz parte da minha essência.
fechar
fechar
Sign in
fechar
carrinho (0)

Nenhum produto no carrinho. Nenhum produto no carrinho.





fechar
pt_PTPortuguese